Ouvidoria e Serviços Social

A atuação do Serviço Social na Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso visa atender, apoiar, facilitar a compreensão, dar suporte ao tratamento, auxiliar a entender os sentimentos, prestar esclarecimento sobre a doença e fortalecer o grupo família/paciente. Como profissional de Saúde, o Assistente Social tem como competências intervir junto aos fenômenos sócios culturais e econômicos, que reduzem a eficácia dos programas de prestação de serviços no setor, que seja ao nível de promoção, proteção e ou recuperação da saúde. A atenção à saúde não está centrada apenas sob o enfoque médico, mas nas diferentes intervenções cujas praticas enfocam a prevenção, são realizada visitas diárias beira leito a pacientes internados, visando a resolução de problemas socais, fornecimento de orientações e esclarecimentos a cerca das normas e rotinas do hospital.
Deve-se lembrar que a situação das pessoas que enfrentam problemas de saúde não é habitual para elas nem seus familiares. A notícia de que se sofre de uma doença costuma afetar a maioria das vezes aos indivíduos, que se encontram desprevenidos contra tal situação e costuma ter consequências em seu meio, em sua família, no trabalho, etc. Para tanto este profissional deve ser um referente para pacientes e familiares durante os atendimentos hospitalares, já que a doença pode modificar a perspectiva e a capacidade de enfrentar as dificuldades por parte do doente e seus familiares.

Telefone do Serviço Social 3539-1312
e-mail para contato servicosocialsantacasaparaiso@yahoo.com.br

 

Ouvidoria

É o canal de comunicação entre o cidadão e a instituição. Também é a referêcia  na melhoria do relacionamento do cidadão, seja voluntário, atuando como facilitador nas relações entre o cidadão e as relações públicas e privadas.

 

Psicologia Clínica

A atuação do Serviço de Psicologia Clínica Hospitalar da Santa Casa tem como proposta prestar atendimento psicológico aos pacientes e seus familiares, objetivando amenizar a angústia e outras reações emocionais frente à doença, hospitalização e ao tratamento.

Busca oferecer um suporte emocional aos familiares nos casos de óbito, intervir e facilitar os primeiros vínculos entre mãe e bebê, oferecendo momentos de escuta terapêutica e orientações aos pais.

Realiza entrevistas e preparo pré cirúrgico, motiva o paciente na auto avaliação de comportamentos habituais e facilita o desenvolvimento de maior compreensão de sua enfermidade, maior controle da sua ansiedade e postura de aderência ao tratamento.

A situação de adoecimento aliada à estrutura física e dinâmica contida no ambiente hospitalar propicia nos pacientes comportamentos ansiogênicos, fantasias, sentimentos de impotência, de privação da liberdade e perda da individualidade e do controle, já que é distanciado abruptamente de sua rotina. Nesse sentido, o paciente em meio a essa crise vivenciada acaba sentindo se ameaçado na sua integridade psíquica.

Concluindo, o hospital se configura como área de atuação da Psicologia na promoção e restauração da saúde mental dos indivíduos, baseado na visão de que o homem adoece na sua totalidade e necessita de cuidados de uma forma integral.

 

Nossos Números

Nosso crescimento e desenvolvimento, vem de cada dia, cada aprendizado, cada conquista.

Isso tudo dedicado exclusivamente a sua Vida!

Dados atualizados de Janeiro de 2017 a Agosto de 2018.

Convênios